Como calcular o VPL e a TIR no Excel! Passo a Passo!

Neste artigo você vai aprender de forma detalhada e definitiva como calcular o VPL (Valor Presente Líquido) e da TIR (Taxa Interna de Retorno) no Excel.

Neste artigo você vai aprender de forma detalhada e definitiva como calcular o VPL (Valor Presente Líquido) e da TIR (Taxa Interna de Retorno) no Excel.

No texto vamos tirar uma dúvida muito comum dos alunos de matemática financeira e administração financeiras em cursos de Administração, Contabilidade e Economia, que é o cálculo do VPL (Valor Presente Líquido) e da TIR (Taxa Interna de Retorno), usando uma planilha eletrônica, normalmente o Excel da Microsoft.

Para você  fazer o download da planilha utilizada nos cálculos deste artigo no link abaixo:

http://calculadorajuroscompostos.com.br/VPL-e-TIR-Excel

Para você aprender o conteúdo deste tutorial, leia inicialmente o artigo até o final e depois, com calma, refaça todos os exemplos no seu computador.
Bons estudos!
Antes de você aprender o passo a passo no Excel vamos entender de forma resumida o que é VPL.

 

O que é VPL (Valor Presente Líquido)?

O VPL é uma das técnicas mais importantes para análise de investimentos. É através deste indicador que as empresas tomam decisões de investimento.

Ele consiste, de maneira bem prática, em encontrar o saldo líquido dos fluxos de caixa do projeto no momento do investimento inicial.
Matematicamente é trazer para data zero, momento do investimento inicial, utilizando a fórmula dos juros compostos, todos os fluxos de caixa projetados para um determinado investimento, tanto fluxos positivos como negativos.
Deve-se usar uma taxa de desconto, que chamamos de Taxa Mínima de Atratividade, que, de maneira resumida, é a taxa mínima de retorno que os administradores desejam obter nos seus investimentos.

Este resultado deve ser somado ao investimento inicial.
O resultado deste procedimento matemático é exatamente o VPL (Valor Presente Líquido).

Se o VPL for positivo, valor acima de zero, significa que o projeto irá resultar em aumento de valor para empresa e deve ser aceito.

Caso contrário, VPL negativo, devemos rejeitar o projeto pois o mesmo irá resultar em prejuízo para empresa.

 

Como calcular o VPL (Valor Presente Líquido)?

O Valor presente líquido pode ser calculado de várias formas. Em cursos de graduação normalmente usamos calculadoras financeiras, que já possuem botões específicos para o cálculo do VPL e da TIR.
Também é possível calcular o VPL usando a fórmula dos juros compostos. Para tanto basta trazer cada fluxo projetado usando a fórmula:

Valor presente = Fluxo do projeto / (taxa)^(número de períodos)

Após os fluxos estarem na data do investimento, somam-se todos os valores com o investimento inicial, respeitando o sinal, e encontramos o VPL do projeto.
Apesar dos métodos acima serem bastante utilizados na prática da análise de investimento, o modo mais fácil e prático de se encontrar o VPL é através do Excel da Microsoft. Veremos a seguida  os procedimentos para isso.

 

Como calcular o VPL (Valor Presente Líquido) no Excel?

Digamos que queiramos avaliar a viabilidade de um projeto de investimento de 5 anos de duração e investimento inicial de R$ 150.000,00. Suponhamos também que este projeto, se aprovado, irá gerar resultados, fluxos de caixa, líquido de R$ 55.000,00 por ano durante 5 anos.

Qual seria o Valor Presente líquido do Projeto se a empresa deseja obter em seus investimentos no mínimo 20% ao ano?

 

Montar a planilha de fluxo de caixa no Excel

Vamos iniciar nosso exemplo montando a planilha de fluxo de caixa. Para tanto devemos abrir o Excel e criar a seguinte planilha.

TIR e VPl no Excel

Note que o investimento inicial está negativo e a taxa de desconto de 20% a ser utilizada no projeto, também chamada de taxa de atratividade,  está no formato percentual.

Procure montar a planilha exatamente como está a imagem acima.

Você também pode baixa a planilha no link: Clique aqui para baixar a planilha

 

Inserir a fórmula para calcular o VPL

Agora que você já montou a planilha, basta que você insira uma fórmula para calcular o VPL.

Para que a fórmula funcione é necessário que a planilha que você criou esteja exatamente igual a que vamos trabalhar, com todos os elementos posicionados como mostramos anteriormente.

Insira a seguinte fórmula na célula ao lado do VPL (célula C13)

=VPL(C11;C5:C9)+C4

A partir desta fórmula o Excel irá calcular o Valor presente das entradas (intervalo das células C5:C9) utilizando a taxa que está na célula C11 e este resultado será somado ao investimento inicial que está na célula C4.

Ao digitar esta fórmula encontraremos o valor do VPL de R$ 14.483,67.

Ver imagem abaixo com resultado da fórmula:

Fórmula do VPL no Excel

Veja como é muito fácil fazer este cálculo no Excel.

 

Avaliação do resultado do VPL

Agora que temos o resultado do Valor Presente Líquido deste projeto de Investimento podemos avaliar sua viabilidade.

Como visto anteriormente, o VPL é o resultado líquido do investimento no momento zero.

Quando temos Valor Presente Líquido Positivo aceitamos o Projeto, quando o VPL for negativo devemos Rejeitar o Projeto.

No exemplo visto acima encontramos um VPL de R$ 14.483,67. Como o resultado foi um valor positivo, podemos afirmar que o projeto está gerando valor para empresa e devemos, portanto, aceitar o projeto como viável financeiramente.

Agora que já sabemos calcular e avaliar o VPL usando o Excel vamos estudar a Taxa Interna de Retorno (TIR).

 

O que é TIR (Taxa Interna de Retorno)?

Assim como o VPL a TIR também é um dos mais importantes fatores de decisão em análise de investimentos.

Matematicamente podemos dizer que a Taxa Interna de Retorno é aquela taxa de desconto que utilizada para calcular o VPL irá encontra VPL igual a zero. É a taxa que iguala o valor presente dos fluxos de caixa ao investimento inicial.

Em termos práticos podemos interpretar a TIR como sendo a taxa de retorno do projeto, ou seja, quanto estará rendendo percentualmente o investimento.

Caso a TIR seja maior que a taxa de retorno que a empresa deseja obter pelos nos seus projetos devemos aprovar o investimento. Caso contrário devemos rejeitar o projeto.

 

Como calcular a TIR (Taxa Interna de Retorno)?

Por conta da complexidade da TIR, não existe uma fórmula direta para se calcular a TIR.

É possível calcular a TIR através de tentativa e erro usando as fórmulas de juros compostos. Todavia,  seria muito trabalhoso e desnecessário, pois temos as calculadoras financeiras e as planilhas eletrônicas que fazer esse cálculo.

Normalmente os estudantes de graduação utilizam as calculadoras financeiras. A mais utilizada é a calculadora Financeira HP 12c, que possui um procedimento interno, algorítimo,  que encontra muito rapidamente a Taxa Iterna de Retorno.

Todavia, o uso de planilhas eletrônicas é mais utilizado na prática. Veremos a seguir como calcula a TIR no Excel.

 

Como calcular o TIR no Excel?

Vamos aproveitar o mesmo exemplo utilizado para o cálculo do VPL. Onde temos um investimento Inicial de R$ 150.000,00 e fluxos positivos de R$ 55.000,00 por 5 anos.

Fórmula do VPL no Excel

 

Para calcularmos a Taxa Interna de Retorno basta que digitemos a seguinte fórmula na célula C12 (monte a planilha conforme imagem acima.

=TIR(C4:C9)

A entrarmos com está função o Excel calcula automaticamente o valor da TIR que resulta em 24,32%.

Note que na fórmula temos o intervalo que compreende todos os fluxos, incluindo o investimento inicial que deve ser negativo. Veja como vai ficar a planilha após entrar a função da TIR.

Função da TIR no Excel

 

Avaliação do resultado do cálculo da TIR

Podemos afirmar que o projeto acima irá gerar uma taxa de retorno anual de 24,32 % e que o mesmo deve ser aceito pois este retorno é maior que a taxa de retorno que a empresa está exigindo pelos seus investimentos que é de 20%.

Caso a TIR tivesse dado uma taxa menor que 20% deveríamos rejeitar o projeto.

 

Observações adicionais no cálculo da TIR e do VPL

Agora que já sabemos calcular a TIR e o VPL no Excel é preciso fazer algumas observações.

  1. as estimativas feitas para os fluxos de caixa podem não ocorrer. Desta forma, na prática devemos avaliar o risco dos fluxos de caixa não ocorrerem conforme o previsto antes que aceitemos o rejeitemos os projetos.
  2. Em alguns casos podemos encontrar decisões diferentes etre a TIR e o VPL. Na prática o VPL é tem mais relevância que a TIR, assim devemos priorizar o VPL.
  3. Em alguns casos podemos não encontrar a TIR, em especial quando temos fluxos irregulares de caixa. Neste caso devemos desconsiderara a TIR.
  4. O processo de decisão por um investimento envolve também outros fatores além dos financeiros, como estratégicos, de legislação  ou  mesmo concorrencial.

Se você gostou deste artigo compartilhe  nos links abaixo e se tiver alguma dúvida poste nos comentários abaixo.

Para finalizar, segue abaixo um vídeo onde se encontra resolvido exatamente este problema.

Muito obrigado!

 

 

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.